Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

contra-indicação.



Elane Tomich

Confesso que se tivesse
bula que me acompanhasse
falando da posologia
certa do meu calor,
não me aconselharia
pra resfriados de amor.


Não sirvo de paliativo
pouco calor, curativo.
Sou mulher de dose única
bebida em minha nudez
por quem me rasga a túnica
er toma-me de uma só vez...


Amo em paz de jardim
mas ardo que nem gergelim,
e tenho curto estopim
pimenta , ninguém atura,
teimosa, cabeça dura.
Erro em tudo que faço,
quando alguém me tritura...
O antídoto é um beijo, um abraço

quando  me entorno em  doce,
como se sempre assim fosse
é difícil a dose certa


De mim,há o que desconcerta.
em certas ocasiões
credulidade infantil,
decepcionada, mimada
cabeça girando a mil
falo a sentença errada,
amarga que nem babosa...
Conquanto e tantos senões,
conforme o mal de ocasião
sem propaganda enganosa
sou só contra-indicação.
 
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 09/11/2006
Código do texto: T286828
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11467 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:45)
Elane Tomich

Site do Escritor