Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Buscador


   Buscador

O lobo espera, no platô da montanha,
o surgimento da lua, então uiva.
Buscar o conhecimento, a sabedoria.
Estar com Salomão em outras dimensões.
Econtrar-se com o guardião
onde se dicide a vida e a morte.
Decidir viver pelo amor.
Procurar, com toda a sua alma, este amor.
Trilhar estradas de tantos países,
percorrer incontáveis caminhos.
Ter sido Adão e filho de Caim,
Barrabás, Tomé, tantos, enfim.
Há milênios presente.
Havia vivenciado todos os milagres.
Ouvira as vozes da eternidade,
as mesmas que lhe resgataram das cadeias.
Discos luminosos, premonições, vidências,
renovaram suas forças,
lhe segredaram mistérios.
Viu o que há, o ser e o não ser,
sentiu ódio e dor, mágoa e sofrimentos,
viu a morte esperando na esquina.
Ouviu o canto da sereia.
Viu o barco encalhar  no rochedo.
Sentiu a esperança do náufrago,
estava junto quando o sonhador
encontrou sua ilha.
Onde o céu é mais azul,
as praias são calmas,
árvores e flores, as cores, vivem.
O real e o imagimário se encontram.

Zion Freire
Zion Freire
Enviado por Zion Freire em 10/11/2006
Código do texto: T287555
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zion Freire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 66 anos
65 textos (2561 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:09)
Zion Freire