Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As primeiras chamas

Quando o sonho renasceu,
primeiro fiquei ali
meditando,olhos presos
nas pequenas chamas
de início, ouro puro,
brilhando inocentemente.
Contemplei-as inundando-me
daquela luz primitiva
desejando doar-lhes um afeto
quase maternal
E orgulhei-me até,
sentindo-as como criação
de um simples gesto meu.
Depois, aproximei as mãos
carinhosa e suavemente.
De início seu calor
aqueceu-me os dedos...
mas eu quis ainda mais.
Desejei apanhá-las
e acender as tochas
apagadas de meu coração.
e, confiantemente, estendi as mãos
na beleza daquele ouro volátil
como se buscasse acariciar
meu próprio filho.
Foi quando senti a dor,
tão aguda, quanto surpreeendente.
E, instântaneamente, percebi
que eu fora apenas um instrumento,
pois, minha natureza em fogo
ainda não se tornara.

Mas, assim mesmo,amei aquelas
chamas e seu dourado inatingível
...creio até que as amei
ainda mais.

Dezembro 2005
Mareluz
Enviado por Mareluz em 10/11/2006
Código do texto: T287588
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:48)