Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA DE ABSOLVIÇÃO (ou O EXERCÍCIO DA IRA)

Em nós a necessária busca.
O mal prevalece na medida dos passos.

Pobre do que avalia a profundidade
das iracundas visões!
Lenço de nuvens
em que escondemos o rosto.

No exercício da ira,
o silvo do outono sobre os frutos
é poema de absolvição.
A alegoria dos ausentes
foge na canção dolorosa.
A solidão carpe o tempo das esperas.

Só Deus sabe dos achados e perdidos.

O que a vista alcança
morre ajoelhado no horizonte.

– Do livro O POÇO DAS ALMAS. Pelotas: Ed. da Universidade Federal, 2000, p. 81.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/287637

Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 10/11/2006
Reeditado em 27/02/2008
Código do texto: T287637
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709659 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:06)
Joaquim Moncks