Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fechado para Balanço

Nasci de corpo fechado
mas de vidro era o telhado,
minha'alma era transparente.
Entravam estilhaços de cruz
pecados remanescentes,
num centro de mim ausente
qual fossem résteas de luz.
Quis da vida estrada reta,
mas na curva estava a meta,
que alcançar jamais pude,
jóia rara, delicada
encoberta sob o nada
imprópria ao meu gesto rude.
Da caminhada cansei,
de tanto que andar andei,
corpo tanto, de amor suei.
Mas se um dia houver descanso,
sombra, oásis de fonte,
miragem no horizonte,
fecho o corpo prá balanço
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 28/06/2005
Reeditado em 16/11/2005
Código do texto: T28827
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11440 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:09)
Elane Tomich

Site do Escritor