Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CENA DE PRAIA ENSOLARADA

Esta tua pele, belo viajante,
Faz-me o brilho do ouro lembrar,
E o teu peito largo, arfante,
Barcos nas ondas do mar.

Lascivo descansa o teu corpo na esteira...
As narinas aspiram marinho perfume
E tua alma, estrangeira e aventureira,
Caminha sobre o afiado gume

Do sono combatendo a vigília.
Tens como lençol o morno vento
E a areia que a ele se alia,
Teu teto é o azul do firmamento.

Os olhos semi-abertos traduzem
O imenso de desejo de aventura,
Eles são esmeraldas que luzem
O verde de esperança pura.

Os dedos das mãos indolentes,
Movem-se na areia do Boqueirão
Eles lembram muitas serpentes
Serpeando em macio chão.

Que bela é a minha cidade!
Deus a fez uma terra encantada
De poetas e praticantes da caridade,
E me deu a inspiração incontrolada

De versejar sobre o belo turista
Vindo de longe, de terra gelada,
Para se aquecer no calor que excita
Em mais uma cena de praia ensolarada.

12/11/06.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 12/11/2006
Reeditado em 18/11/2006
Código do texto: T289067

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343254 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:16)
Maria Hilda de Jesus Alão