Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marcha Fúnebre

A dor que sinto agora é calada
Ouço passos religiosos em procissão
Vão pisando devagar em um mesmo som
Ladeando Cristo na imagem da versão.

A marcha é fúnebre, triste e sempre igual
Sufocando devagar tal qual tortura
Suplico com piedade a compaixão
Do alívio desse mal que em mim perdura

No seguir da busca do consolo
Não percebo que é impossível encontrar
Solução, um bálsamo ou remédio
Que atenue o meu jeito de amar

A matraca vai à frente do cortejo
Alertando a passagem do andor
Meus desejos intimamente declamando
Quão eterno por você é meu amor
                                                       .

Regina Romeiro
Enviado por Regina Romeiro em 12/11/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T289401

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Romeiro
São Sebastião - São Paulo - Brasil
475 textos (28770 leituras)
4 áudios (704 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:20)
Regina Romeiro