Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ROSAS BRANCAS



                                                     ROSAS  BRANCAS.
 
 
                            Porque gosto de oferecer rosas brancas? Evocações.
                            Canções. Por certo puras, lembram lágrimas d' amor.
                             Calor. De corpos unidos, em horas deleitosas.Emanações.
                             Ardor. Em alegres orgias invernais.
                             Especiais são estes dias em que percorro seu corpo.Dedilho.
                             Estribilho. Tocando as teclas do seu corpo em melodia imortal.
                             Fatal flor branca. Onde os sabores de frutas existem. Pomares.
                             Altares, do nosso enleio, em vida luminosa.
                                      Branca é a neve.
                                      Branco é amor de quem a poeta.
                                      Brancas algumas teclas do piano.
                                      Branca é a luz do sol.
 
                             E' nosso templo. Habitado por nossas almas angelicais.
                             Jamais fantasia. Página real,em paralelas e mi bemol.
 
                                            Porque  brancas as estrelas? O espaço.
                                            Não será o tapete,onde a enlaço?
                             
 
 
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
 
Prêmio UNESCO/poemas
www.jornaldosmunicipios.go.to
 
jornaldosmunicipios@ig.com.br
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Enviado por DON ANTONIO MARAGNO LACERDA em 29/06/2005
Código do texto: T28941
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Campinas - São Paulo - Brasil, 79 anos
55 textos (2587 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:03)
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA