Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A inércia do inesperado

"Quem não se arrisca não pode berrar!"

.......................

Enquanto o prévio julgamento
crucifica o homem,
Vou quebrando a cara
com a sobra que remenda a alma.

A essência da boa vontade
não se curva aos joelhos doridos;
pois o cheiro da rosa
se deixa exalar entre espinhos.

O inesperado é o inevitável
Do que nunca refilmamos
Com medo da tela soberba
Do conceito e do imutável.

Berremos, pois, na fonte
Enquanto a água jorra sedenta
Na inércia de quem teme
A sede do inesperado
Kal Angelus
Enviado por Kal Angelus em 13/11/2006
Código do texto: T290004
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kal Angelus
Teresina - Piauí - Brasil
322 textos (9131 leituras)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:01)
Kal Angelus