Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cafajeste sem coração pede perdão

Gastei todo o meu meu verbo em grosserias
Nem sobrou uma palavrinha para as poesias
Magoei uma porção de gente
Mas não pense que fiquei indiferente
Dei-me conta demasiadamente tarde
Porém, de mansinho, sem alarde
Venho aqui redimir-me
Venho aqui assumir-me...

...Como um calhorda
Como um cachorro
Como um cafajeste
..
Acabou a brincadeira!
Errei, erro e errarei
Pois sou humano
Conto encarecidamente
Com sua compreensão

                    Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2006.
Fabiano Marquezi
Enviado por Fabiano Marquezi em 13/11/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T290257

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos: Fabiano Marquezi). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabiano Marquezi
Campinas - São Paulo - Brasil, 37 anos
133 textos (4844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:19)
Fabiano Marquezi