Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto





"IGUAL UM PASSARINHO"

Na cabana que eu morava
quando o crepúsculo caia,
uma cigarra solitária cantava
meu corpo cansado gemia.

Quando a manhã clareava
já era outra melodia,
eram os pássaros que cantavam
era a aurora que nascia.

Logo após vinha o sol
que clareava o meu dia,
queimava a pele das frutas
e a minha pele que ardia.

No inverno, ou no verão,
naquela cabana, sozinho,
de companheira, a solidão
e o meu querido cavaquinho.

Á noite a lua brilhava...
e com os acordes do meu pinho,
quão contente eu cantava;
cantava igual... Um passarinho.




Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 14/11/2006
Código do texto: T291219
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257164 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:17)
Antonio Hugo

Site do Escritor