Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verbo: Poetar

“Queria tornar-me poeta um dia.
Ainda que por um dia eu queria ser poeta....”

Diria, sem mentiras, que as flores têm pétalas íntegras,
afinal, a dor eterna não dissipa
no momento em que a mulher amarga as recebe...

Falaria, sem temor, que o amor tem perfume,
dos que não se tornam fluidos,
pois a fluidez é própria da angústia desalentadora...

Escreveria, sem dúvidas, que a vida é a mestra,
a que nos ensina a transpassar limites,
ainda que sequer permitamos concebê-los...

Como eu queria ser poeta e poetar...
e viver e aflorar e sorrir e cantar
e amar e parir e nascer e sentir...

Como eu queria ser teu poeta...
um profeta das letras amargas,
um projeto de coisas etéreas...

Creria que mais insano que amar um dia,
seria descobrir que esse dia – só acabou –
no ocaso de um novo dia que jamais teve fim...
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 29/06/2005
Código do texto: T29148

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351733 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:34)
Nel de Moraes