Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BINÓCULOS


revolveres carregados
apontados para a minha
cabeça.

sempre na beira do abismo;
brincando.
trocando de pé
e me equilibrando no vento.

sem medo da dor.
mais dor como?
impossível.

brincando com facas
e crianças.

roubando doces,
esperando;
as formigas logo
virão saborear.
vou compartilhar,
qual é o problema?

sem compaixão.

nunca,
em nenhum momento
esboçaram por mim.

sem óculos,
sem olhos,
atravesso a rua perdido.

não é loucura
é medo.
mário cardoso
Enviado por mário cardoso em 14/11/2006
Código do texto: T291531

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site http://recantodasletras.uol.com.br/autores/abelha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mário cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 31 anos
370 textos (14924 leituras)
3 áudios (240 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:19)
mário cardoso