Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mercúrio

Mercúrio
A Augusto de Campos, Hugo Pontes e Steven Spielberg
“que  o futuro é nosso permanente” E. M. de Melo e Castro,em: “Versão Livre de um Soneto de E.E. Cummings” em Transparências, 1990.

Estendo a vista pela Aldeia Global (1) ,
Vivo na era da comunicação,
Ou já será esta a da informação?
Chupo balas Toffler (2), leio o Capital (3)!

Abraham (4)as portas da percepção (5),
A vida é Dürer (6), a carne é Moles (7),
Tomo a estrela do Absinto(8) aos goles!
Vejo me, a cara na televisão!

Busco na internet novos algúrios,
Quem Michio em Kakus (9) do licor d’alquermes?
Do meu celular ouço uns murmúrios....

Coloco chips De Fleur (10) sob a epiderme,
Como Roman (11), à ferida uso Mercúrio (12)...
Minh’alma virtual é ligeira como Hermes...
__________________________________
Notas:
1. Expressão cunhada por Marshall Macluhan, um dos principais teóricos da comunicação nos anos 60.
2. Trocadilho com o nome de Alvin Toffler, autor de obras acerca da era da comunicação (O Choque do Futuro; Terceira Onda), da mídia e da informação com o nome das balas toffe, feitas de caramelo.
3. Obra de Karl Marx.
4. Abraham Moles, teórico da comunicação e da informação, com obras como A Sociodinâmica da Cultura, Teoria da Informação e Percepção Estética e O Kitsch.
5. Obra de Aldous Huxley.
6. Trocadilho com o nome do pintor alemão barroco-renascentista Albrecht Dürer.
7. Vide nota 4.
8. Obra de Oswald de Andrade, 1927. E também a expressão se refere à uma estrela apocalíptica, para alguns místicos e esotéricos caracterizada como o planeta Vênus. Absinto: bebida que foi uma das marcas da Bélle Epoque parisiense.
9. Trocadilho com o nome de Michio Kaku, autor de livros de divulgação científica como Hiperespaço, e que anuncia uma era dominada pela tecnologia e pelo conhecimento avançado da astrofísica. Seu discurso tem um forte apelo futurista.
10. Melvin De Fleur, autor de Teorias da Comunicação de Massa.
11.Trocadilho com o nome de Roman Jakobson, grande lingüista e estudioso da comunicação e a fruta romã. Entre os judeus de origem ocidental existe o costume de colocar sementes da fruta embaixo do travesseiro na passagem do Ano Novo Judaico, comemorado em setembro. Faz-se isso para atrair sorte, saúde e dinheiro no próximo ano.
Na mitologia grega, Perséfone, filha de Demeter e deusa da terra e da colheita, foi levada para o inferno por Hades, deus das profundezas. Jurou não comer nada no cativeiro, mas não resistiu a uma romã. Comeu seis sementes. Quando Hades afinal perdeu Perséfone para Demeter, teve a permissão de ficar com ela durante seis meses de cada ano, por causa das sementes. Esses seis meses se tornaram o inverno. Na mitologia iraniana, o fruto desejado da árvore sagrada é a romã e não a maçã, como na religião cristã. O chá das folhas é utilizado na medicina popular para infecções nos olhos e o suco do fruto para aftas na boca.
12. Observe que após a referência à romã / Roman, o poeta afirma que para curar uma ferida usa mercúrio, embora a romã seja utilizada para curar feridas como a afta. Mercúrio, com letra maiúscula, referência romana ao deus mitológico Hermes dos gregos.

Jayro Luna
Enviado por Jayro Luna em 15/11/2006
Código do texto: T291876
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jayro Luna
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
97 textos (48219 leituras)
12 e-livros (1727 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:47)
Jayro Luna