Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pelas Vitrines...

Olhei a decoração que aparecia,
Estrelas, confeitos, luzes, fios...
Trouxe um ser “que” de saudade,
Pacotes aqui e ali, sendo pensados,
Hora de armar a árvore, que delícia...

Olhei para os velhos papéis para embrulhos,
Motivados, divertidos, alegres, precisa de novos,
Traços para pequenas lembranças,
Algumas esquecidas pelos cantos das gavetas,
Hora de pensar o que fazer daqui para frente...

Olhei o passado passante, tão desfigurado,
Rancores, choros, bobagens sem luz...
Troços desperdiçados por medos estúpidos
Tantas indiferenças pregadas pelo tempo,
Hora de mudar esse estágio letárgico...

Olhei para aqueles que nada mais tem,
Ainda assim aguardando a data com estima,
Trastes agrupados formando um lar imaginário,
Algumas sobras para montar uma refeição,
Hora de catar a confiança pelo mundo...

Olhei o futuro com lágrimas pelos olhos,
Tudo o que foi feito esvaindo-se pelo ralo,
A sorte madrasta arrastando mais um ano,
Ficando tudo mais simples nesses festejos,
Hora de calar, estancando o grito...

Olhei tantas vitrines mais uma vez,
Pequenas alegrias que tão pouco custam,
Mas contive novamente todos os desejos,
Torcendo pelo melhor no próximo ano que se apresenta,
Hora de secar o rosto com novas alegrias!

O melhor Natal é aquele que você leva em seu coração!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 15/11/2006
Código do texto: T291925
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:25)
Peixão