Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Discurso

Encontro-me aqui, neste cântico.
O vento e a água são meus correligionários:
Minha cadência fica por onde passo.

De longe chego e para longe parto:
Mas pelo franco buscarei as marcas de minha trilha
Porque a relva se elevou, as serpentes se foram...
E eu nada pude ver.

O indicativo de uma direção eu ainda no céu busquei,
Porém, muitas obscuridades sucessivamente existiram.
E na Torre de Babel os artesões se perderam.

Por isso encontro-me aqui, neste cântico.
Se nem sei onde me encontro,
Como posso querer que alguém me ouça?

Entre versos e palavras não sei
Se me achei ou me perdi. Se quem sou
Eu nem sei, como posso querer que alguém
Venha me amar?

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 15/11/2006
Reeditado em 15/11/2006
Código do texto: T292101
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3129 textos (79579 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:50)
R J Cardoso