Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cornucópia & Anódinos!

Rastros que não podem ser seguidos,
Água por todos os lados que tanto separam,
Sobras & entulhos por onde se consegue ir,
Parcas notícias chegam com o que sobrou
Nas velhas máquinas que a podreira não corroeu,
A grande maioria pirou com a fuga desvairada,
Os mais fracos sucumbiram imediatamente,
Tudo em volta, tudo em falta, tudo estragado,
Para começar do nada, praticamente zero,
Começar a recolher antes de mais mudanças,
Água subindo cada vez mais, o cheiro salgado,
Começou a temporada de chuvas torrenciais,
Notícias sumindo de vez, mais do que ilhado,
A última era sobre a migração para a África...
A nova Pangea surgindo no centro árido
Quem foi para Marte, não disse mais nada!

Cá do alto, apenas espero a água baixar...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 16/11/2006
Código do texto: T292694
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:57)
Peixão