Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Isolando II

Isolando II

É dia, mas os papéis colados escurecem o quarto,
É uma noite simulada.
Como a neblina, que apesar de clara, desaparece com tudo.
Depois vem o medo, meu terror solitário e noturno,
Apesar de saber que lá fora há sol,
O frio me envolve totalmente.
O que esperar, às 6 da tarde,
Além da noite, do bonde e da solidão?
A luz cansada começa a iluminar as casas.
Todos à descer as janelas e a trancar as portas;
E eu, na vigília da noite...
Aonde os gatos são pardos,
E o beijo, Ah! O beijo surgirá por detrás do esperado,
Do pijama encharcado, do suor, da vontade.
Nada se pode saber ao certo...
O que não é amado, apenas porque não o consegue...
O que foi colocado,
E, já está perdido há tempos,
É conhecido, até por mim,
Estrangeiro se afastando do porto da Espera.
Marise Cardoso Lomba
Enviado por Marise Cardoso Lomba em 30/06/2005
Código do texto: T29285
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marise Cardoso Lomba
Resende - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
43 textos (2442 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:29)
Marise Cardoso Lomba