Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS, ATORDOADO...

Num exíguo e curto espaço
Há tempo suficiente
Para perceber num instante
Que há gente boa…e má gente

É fácil não custa nada…
É só prestar atenção
Basta olhar à nossa volta
Para tirar a conclusão

Vemos gente bem-falante
Mas miolos, têm poucos
Mas é lá nos gabinetes,
Que jogam a vida, dos outros…

Senhores de tudo, e de todos
Cuidado com o que fazeis…!
Porque o mundo treme, não morre
Apenas, anda aos papeis!

Vocês lá no vosso trono
Não penseis que o povo dorme
Apenas, atordoado…
Do torpor, que o consome.
Mário Margaride
Enviado por Mário Margaride em 16/11/2006
Código do texto: T292888
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Margaride
Portugal, 64 anos
373 textos (27604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:20)
Mário Margaride