Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Testemunho do Amor

Testemunho do amor

Quem ama é assim
É pegar ou largar
E só pega quando larga...

O que ama faz poesia,
Sem ser poeta,
Canta sem ser cantor,
Aprende a ter prazer ao toque,
Andar, beber ou comer;
Nunca o deitar lhe promete sono
Garante amor
A cama o reconforta,
Pois é berço do que lhe dá motivo a existência
(- o amor)

O corpo não tem vícios, nem de posição;
Ao relaxar, ele dorme de mão dada;
Pernas cruzadas, ombro suspenso;
E colo virado para receber o rosto amado,
No macio e ardente coração.

Não tem frio ou calor, é só desejo.
Quem ama é assim
Fala por falar, quer mesmo é escutar;
Não tem vaidade, tem saudade;
Nunca está só, o peito pulsa o ritmo amado.

Não há tempo ou espaço que consigam
Afastar o passo do amor ao amante,
Itinerante ao eterno do ser vivente.

Mas, isso tudo com tanta força e leveza,
Que surpreende!

Quem ama é assim, tem fé.
Marise Cardoso Lomba
Enviado por Marise Cardoso Lomba em 30/06/2005
Código do texto: T29296
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marise Cardoso Lomba
Resende - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
43 textos (2443 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:38)
Marise Cardoso Lomba