Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De pensar morreu um burro

Como acaba
a inspiração rompante?
Se vai num instante.

E de pensar, morreu um burro
Diz o ditado popular
Talvez, então,
estou prestes a morrer.
Penso e penso
num poema pretenso
Mas o que sai?
Somente o desabafo
de quem aperta o laço
para as palavras brotarem.

Se a inspiração poética
Fosse tão milimétrica
rotineira
como a inspiração do ar,
seria mais fácil poetar.

E assim,
juntando letras
como formigas pretas no fundo branco,
deságuo em você meu pranto
de ter acabado a inspiração
não do ar,
mas do poema e sua perfeição.
 

 
Alma Collins
Enviado por Alma Collins em 18/11/2006
Código do texto: T294486
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alma Collins
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
166 textos (36151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:30)
Alma Collins