Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vento-Lembrança!

Não precisa ser muito.
Só preciso te sentir.
Desnecessário é morar contigo:
Ao léu,
Ao cobre,
Ao chão largado.

Necessário é sentir-te a noite inteira.
É mais intenso,
inesquesivel é,
te sentir;
Meu lual,
Meu norte,
Meu rio.
Meus medos-cuscuzeira.
Tacacá que é meu...
Pato no tucupí com o meu pai.

Nossas vontades.
Minhas mortes-tentativas.
Nossas tristes noites inquietas.
Minha ilusão,
Meu porto-retorno, praça da Bíblia.

Minha irmã!?
Meu medo.
Minha rosa:
Mário nas varandas e quitandas...
Pessoas com Fernando...
Carlos aos montes-trancos que vejo...
Vinícius...
Vó Cecília...
Fente-Meiréles,
Eu,
Nós,
Você.
Nós cadê?!
Não nos assombre mais.
Nem nos intimide mais.
Só nos resta pensar.
Não se acovarde mais, nos versos que ouve.
Nem nas frases que se compram bem pensadas.





Clayton Freitas Morais
Enviado por Clayton Freitas Morais em 18/11/2006
Reeditado em 19/02/2007
Código do texto: T294926

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Clayton Freitas Morais
Ubatuba - São Paulo - Brasil, 41 anos
96 textos (3214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:43)
Clayton Freitas Morais