Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANHECENTE


Os caminhos orvalhados
   pelo beijo sutil da
   madrugada
amanhecem morosos.
O dia estupra este poema.

Um vento brando sibila pelas
   folhas
e um sol premente
cintila nas pupilas dos
   pássaros despertos.

O caboclo, recostado na
  cancela,
recobre-se de paz e de manhãs.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 30/06/2005
Código do texto: T29554
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:54)
Enzo Carlo Barrocco