Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao pé da lagoa


Eu tenho medo,
De acordar um dia
E não te encontrar na minha cama.
De ter que enfrentar a vida
Sem o teu suntuoso sorriso querida.

Faz dessa minha vida tão sem graça
E covarde,
Um ato de alegria
Que eu nem ao menos consigo descrever,
Que palavra alguma é capaz de explicar.

Nas tardes assistindo o sol ao pé da lagoa,
Nos filmes de terror nada assustadores,
Na paz noturna da praça
E na promessa antiga de me conceder uma dança.
 
Momentos simples,
E simplesmente inesquecíveis.
Como a tua contagiante alegria
Reluzida extraordinariamente nos teus olhos.

Sorte tenho eu de caminhar ao teu lado.
E medo maior em mim não existe,
Do que o de te perder para mim mesmo querida.
 
mário cardoso
Enviado por mário cardoso em 20/11/2006
Código do texto: T296552

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site http://recantodasletras.uol.com.br/autores/abelha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mário cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 31 anos
370 textos (14927 leituras)
3 áudios (241 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:36)
mário cardoso