Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo de amar, tempo de viver

"...Você bem sabe / que eu não lhe prometi um mar de rosas / Nem sempre o sol brilha /Também há dias em que a chuva cai...(Joe South)

..............................


Toda forma de amar tem seu bel prazer
Entre lábios, promessas e decepções...
A solidão é o ontem trafegado de ilusões
Nas estradas de conquista do simples querer.

Vá, corte a fogo a penúltima ilusão
Antes do beijo do querer malogrado
Pois a brisa que soçobra ao coração
É o último resquício do amor almejado

Nem toda forma suporta-se na base
Que se sustenta no embrião germinado
Entre os fadários instantes de ilusão
Da busca de um amor jamais consumado.

Viver é o intenso bel prazer momentâneo
Das sobras do último sonho vivido;
Pois em cada esquina renasce a conquista
Da ânsia que busca um amor esquecido.

"Se molhe nessa chuva fina, deixe a brisa cedo te levar!"



Kal Angelus
Enviado por Kal Angelus em 20/11/2006
Código do texto: T296579
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kal Angelus
Teresina - Piauí - Brasil
322 textos (9131 leituras)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:20)
Kal Angelus