Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

::Platonicismo à minha menina::

Deveras estaria eu preso, pois condenar-me-iam ajusta causa por roubar teu coração.
Deixei ser apanhado em fragrante pois corríamos o risco de sermos felizes.
Faço hoje a conjugação quebrada dos sentimentos que enriqueciam minha obra pois o único verbo importante nessas palavras, hoje por mim só será conjugado no passado.
Somos personagens fictícios vivendo atrás de toda essa programação, existo através da escrita, encantando-me com um sorriso só visto por fotos.
Platonicismo; talvez a falta de vontade de tentar acreditar nas pessoas tenha sido o que me fez frio e hoje me colocou tão longe delas, mas por motivo algum que se faz ausente a meu conhecimento, alimenta-se em mim o desejo de estar perto de ti.
Que um dia faça-se real essa amizade pois hoje o tempo nos afasta e escolhestes rumos diferentes para as nossas vidas, mas se um dia a coragem fizer teus gostos superarem teus receios, se nesse dia seus medos desaparecerem mediante as suas carências, talvez nesse dia mude uma única vez a historia ou errarei em tentar.
Atrás das grades dos nossos tempos seremos confinados a memórias despertadas a cada trilha sonora que inspirar a recordação.
Verei o doce pedido em seus olhos mas me ocultarei deles em respeito a todas as leis, se tudo fosse do jeito que queremos não precisaríamos abrir mão de nada em nossas escolhas, mas qual seria o gosto da conquista sem o peso da do sacrifício?
A maior poesia que veio de encontro a meu peito foi lida em teus olhos no silêncio das nossas grandes conversas envolvida pelo calor de seus braços em nossos abraços.
Ao invéz de aplausos, ao fim de meu espetáculo vocês vieram com os açoites e ainda querem que eu me apresente como antes.... a dor das chagas foi grande na hora mas as lembranças ao ver minhas cicatrizes machucam ainda mais hoje.
Talvez não lute mais nas mesmas batalhas com o mesmo dispor de outrora, talvez nem ânimo pra retomar a postura de guerra habite mais em mim e talvez você tenha despertado a vontade de tentar, mas isso é tão pouco...
rOg Oldim
Enviado por rOg Oldim em 22/11/2006
Código do texto: T297875
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rOg Oldim
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
185 textos (6583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:44)
rOg Oldim