Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÁSCARA-Neila Costa


Neila Costa




Tiro a máscara
E me vêm os espantos
No meio de tantos
Promíscuos escândalos
Sinto-me perdida, vazia,
Nessa selva desumana e fria.
Minha vontade se perde
Na escrita do caminho
Onde me arrepio
E meu olhar se ergue
Para o romper de um novo dia.
As palavras me rasgam
Sangram minhas mãos
E com essa dolorosa tinta
Minha escrita cambaleia
E a imprimo na folha em branco
Da minha carne aberta...
Arrebento-me com as verdades cruas
Onde aprisiono meus gritos.
Escancaro as portas da realidade
Cheia de esperança...
Mas dela aos poucos se fecha o sinal.
Somente as chamas sobem
Neste mundo louco, cego, irreal!
Vaticino com palavras
Não pontuo o sentimento
Porque o que aqui transcrevo
Foi lavado no meu pranto
E coberto com o espanto
Deste meu jeito exagerado
De estar na vida e querer
Melhor motivo para viver.
Neila Costa
Enviado por Neila Costa em 22/11/2006
Reeditado em 03/11/2009
Código do texto: T298357

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Neila Costa
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
105 textos (3964 leituras)
66 áudios (3351 audições)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:48)
Neila Costa