Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apelo

Pintei a casa de azul.
Botei flores na janela.
Convidei o meu amor
pra morar comigo, nela.

Em um cantinho do quarto
tem cadeira de balanço,
donde leio o seus poemas
nos momentos de descanso.

E a mesa do jantar
adornei com margaridas.
Elas te esperam sorrindo:
são as suas preferidas.

Estou saudosa dos teus olhos,
tua voz e teus cabelos.
Venha logo,não demore;
o champagne está no gelo.

Meu amor, venha depressa;
me responda:onde andas?
Te espero ansiosa
debruçada na varanda
angela duarte
Enviado por angela duarte em 22/11/2006
Código do texto: T298361
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
angela duarte
Itabira - Minas Gerais - Brasil, 63 anos
341 textos (26758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:02)
angela duarte