Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vem e tome o que lhe pertence

vem e tome o que é seu
degluta a minha fúria
extasie-se na alegria
chegue e risque a pele
finque garras e fique
agarre e não largue
alargue-se nesse caminho
meta-se em mim
esfole deite e role
gulosa da minha loucura

leve o que lhe pertence
não dê voltas/ entre
tome de assalto
não demore/ não marque
tatue-se na minha pele
farte-se do que é seu
dona dos meus desvarios
da treta que me meto
túnel que entro sem medo
caminho secreto/ desvio

vem e traz a melodia
a rima mais descarada
o código a cifra e a senha
faca afiada verso de corte
a bússola rota e fuga
beijo deleite e desfrute
pule a ponte atravesse o rio
vem minha fruta/ devassa
não bata/ invada o ninho
eu me entrego: sede e vinho
Raul Los Dias
Enviado por Raul Los Dias em 22/11/2006
Reeditado em 22/11/2006
Código do texto: T298550

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Los Dias
Argentina
512 textos (75929 leituras)
1 e-livros (178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:54)
Raul Los Dias