Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANHÃ

Pela fresta da janela,
a luz do sol me diz "bom dia".
Escuto a voz solar
e recebo a bela manhã.

Não há dor, nem tristeza
no dia que se revela.
A luz do sol me diz "levanta"
pela fresta da janela.

Há poesia no ócio;
no ócio, há o que pensar.
Meu corpo se ergue
e a alma também.

O dia vermelho no calendário
me surpreende: é domingo!
Dia do Senhor que me dá o dia
e o pão nosso de cada dia.

Não há barulho na rua,
até escuto os passarinhos.
É domingo e ainda sou moço:
o passar das horas não dói.

Francisco C
Enviado por Francisco C em 23/11/2006
Código do texto: T299114

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25682 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:16)
Francisco C