Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Observador

Sinto teu olhar.
Como se de repente fosses uma lâmina cravada em minha carne.
A tua dor não é maior que a minha. Nossas dores, juntas, eliminariam um sonho inteiro, mesmo que nosso.

Não vês que sei que me observas? O que te assusta? A minha inconfessa solidão? Ou a insistente nudez frente a platéias tão diversas?

Ah! Observador de olhar febril... desenrugue a testa. Nada mais sou que uma poeta perdida em busca da inspiração mínima que fosse, mas que fizesse festa.
 
Sou como tu, observador. Também escondo-me entre as frestas. Procura por mim. Estou escrita e impressa nas entrelinhas da minha última peça.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 30/01/2005
Código do texto: T2992

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25318 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 03:38)
Dora Leal