Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SOU IDIOTA (perdoa)

A felicidade bateu a minha porta
E eu atendi com grosseria
Então ela se foi
Alegando que eu não a merecia

Tempo depois ela me deu outra chance
Que foi desperdiçada
E daí por diante
Ela nunca mais voltou em minha casa

Ai, como eu estou me odiando
Como fui burra! Cega! Mais um "muito" e etc.
Para que sirvo? Vivo? Que papel tem a minha vida?
Sou só mais uma idiota
Que deixou a felicidade passar despercebida

Perdoa essa minha falta de visão
Minha burrice, ignorância, estupidez
E bate em minha porta
Só mais essa vez

E fique certa
Que não precisarás bater
Pois ela já estará aberta


www.julianaladeira.prosaeverso.net
Juliana ladeira
Enviado por Juliana ladeira em 23/11/2006
Reeditado em 23/11/2006
Código do texto: T299323

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor, o link deste site, e envie um e-mail para julikladeira@br.inter.net , antes de copiar.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana ladeira
Recife - Pernambuco - Brasil, 31 anos
107 textos (19137 leituras)
22 áudios (1144 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:53)
Juliana ladeira