Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lá, onde o vento habita,
guardo meus segredos
Aqui, onde a noite adormece,
teço meus brinquedos.
Mil pontos, mil sonhos.
Profecias misturadas
à areia da ampulheta.
E o tempo não predetermina,
nem apressa, nem receita.
As escolhas são minhas
e alguns motes, aceito.
O jogo que jogo é limpo
e não há tantos desacertos.
Alguma harmonia.
Alguma cadência.
Muito instinto.
Muito recomeço.
Lá, onde o vento habita,
não há vestígios de medo.
É tão somente um lugar
onde guardo meus segredos.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 23/11/2006
Código do texto: T299646

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25403 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:56)
Dora Leal