Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Bel-prazer

Joguei para o alto uma pedra
e antes que ela caísse, fiz três pedidos,
três desejos dos quais um ao menos
eu queria ver realizado.

Desejei não ter nascido,
desejei não ter te conhecido
e desejei jamais ter te perdido,
e, ao cair, a pedra sorrindo me falou
que por mal pedir eu não seria atendido.

Mas assim é a vida,
sempre pronta a nos dar não o que desejamos,
mas o que ela, a seu bel-prazer,
escolhe e nos enfia goela abaixo.

E não tendo mais o que fazer
atirei a pedra ao mar
e a condenei a lá ficar eternamente.

E me senti vingado,
mas na realidade eu também fora condenado,
a tal qual a pedra, a não realizar meus sonhos
e assim viver eternamente até o final da minha vida.

Mas não sou eu somente,
nem sou eu, demente,
que vive com a vida em contenda.

Mas não sou eu que hei de me entregar tão facilmente
pois que sou como uma árvore que se um dia cai,
não o faz gratuitamente
e hei de deixar muitos calos nas
mãos do lenhador.
Lucas Castro
Enviado por Lucas Castro em 24/11/2006
Reeditado em 12/10/2008
Código do texto: T299772

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Lucas Castro e o site www.eporfalarpoesias.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Lucas Castro
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
157 textos (6019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:43)
Lucas Castro

Site do Escritor