Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Natureza quase morta....lá, não c&aa

Natureza Quase Morta...lá, não cá
Angélica T. Almstadter

 
Levanta a saia e sobe rodando,
Engole o poeirão, rodopiando.
É festa na escuridão,
É luz brilhando sem direção.
 
Ouro que lambe o céu,
Arde na pepita desse fogaréu,
Queima as entranhas ressequidas,
Mal dormidas de tão esquecidas.
 
O ventre da terra me trai;
Quando espalha o fogo que me arrepia,
Bebo a lágrima sem ai;
 
E juro o gozo e em agonia,
Não nesse folguedo que me distrai;
No calor que o corpo anuncia.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 30/01/2005
Reeditado em 13/02/2005
Código do texto: T2998

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55628 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:16)
Angélica Teresa Almstadter