Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De boa, sem nada!

De chegada, o fim afinal de contas,
Ficaram apenas sobras, parcos recursos,
Um baú de idéias, tantas lembranças,
Da massa falida, todas as esperanças...

De tão aflito, horários & pontas,
Sobraram apegos, frases, nós confusos,
Escombros para colocar novas taças,
Por logradouros perdidos & praças...

Dos livros, das músicas & letras,
Completam imagens, meios & fusos,
Quando a relação rompe, naufragas,
Da boca maldita, cacos & pragas...

Dos costumes, mudanças nas palavras,
Versões fúteis, estragos obtusos,
Carregando de vez, só suas malas,
Por excessos retidos, amargas falas!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/11/2006
Código do texto: T300772
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:29)
Peixão