Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Raio X

Recitar e um auto-exílio comigo mesmo, são historias de um tempo não muito distante que teimam e continuar presente a todo instante, uma fuga irreal, um desabafo sob forma de poesia, um romantismo casual para tornar a vida mais amena e suave, uma retórica do sofrer único ante a possibilidade mutua da união tão desejada e almejada, mais nunca conquistada, são momentos em que as palavras surgem em desalinho constante testando sua percepção e fazendo de você uma cobaia literária sob a forma gramatical de uma escrita insana e dolorosa, que se torna  palpável ao toque de sua sensibilidade poética chegando quase a tocá-las no momento de posse em que a mente desafia e inflama o coração revelando a face de um homem eternamente apaixonado,expondo a todos através de seus versos o auto-retrato de um poeta que lapida a alma com sua essência de viver, no simples ato do escrever...

Amado Portti
Enviado por Amado Portti em 25/11/2006
Reeditado em 25/11/2006
Código do texto: T300811
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Arcanjo Miguel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amado Portti
Porciúncula - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
698 textos (46598 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:01)
Amado Portti