Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Outra noite do meu bem!

Pela manhã, roga desvios, negações,
Falta de hábito em tempos difíceis,
Cria estratagemas, rola de lado,
Toda a pinta para ficar em silêncio,

Novas travessas pelo Sol que escalda...

Pela tarde, olhar rúnico, vergões,
Toda correria, labutas impossíveis,
Alguma coisa no contorno do fado,
Toda a busca como se fosse oxigênio,

Face sem risos pela hora tão esperada...

Pela noite, desejos em todas as proporções,
Pele arrepiando em toques sensíveis,
Corpos próximos no beijo dado,
Toda volúpia saindo do seu estio!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/11/2006
Código do texto: T301404
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:09)
Peixão