Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINO INFELIZ

Estou em frente ao computador,
Desinspirado, nada me ocorre
Há um vazio dentro de mim
São momentos...
Que não sabemos, o que pensar
De repente...
Lembramo-nos, de algo
Que nos aguça, a memória esquecida
Recuo então, no espaço e no tempo
Da minha infância
Lembro-me...
De um menino franzino
Irrequieto e triste...
Recordo uma criança pobre, e infeliz
Uma lágrima...
De repente escorre, pelo meu rosto
Aturdido!
Pensei em parar, mas...
Continuei...
Rebuscando no baú das minhas memórias,
Infelizes, mas reais
Imagens longínquas
Recordo o menino, pobre e triste
Que tinha fome...E não tinha pão
Arrepio-me, só de lembrar-me!
Decido então...
Repor novamente no sótão,
O Baú das memórias
Para que Repouse em descanso
Guardando no seu seio...
Imagens, que são marcas, que nos marcam
E que fazem de nós, o que somos hoje
Nesta passagem, da nossa existência.
Mário Margaride
Enviado por Mário Margaride em 26/11/2006
Código do texto: T301712
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Margaride
Portugal, 64 anos
373 textos (27606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:58)
Mário Margaride