Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Num instante / A mão / Mulheres



Num instante
============


Num instante
Tudo para
O mundo para
Parei de pensar
Em tudo
Ou em nada
É só uma parada sutil
Como o parar no ar
Do Beija-flor
Impalpável
É o termo certo
Dessa sutil parada
Entre o pensar
E o não pensar
Há o vácuo
Silêncio paz
Nada mais
ABittar
poetadosgrilos
 
A mão
====
 
A mão
Balança
Acena no ar
E cai
E vai
Pro bolso
Se aquecer
Se esquecer
De que
É frio fora
O sorriso
Desfaz-se
No rosto
Uma ruga séria
O veste agora
Vira-se
As costas
Para os trilhos
Ganha-se a rua
Avista-se o bar
O balcão
A garrafa
O copo
A solidão
Garçom
Por favor,
Um cognac
Fundador
Quero afundar
Essa dor
Essa saudade
Que levo
Pra casa
Pra ficar
No lugar
Da amada
Que se foi
ABittar
poetadosgrilos
 
Mulheres
======
 
Mulheres
Deus foi um sábio
Quando as criou
Com olhos sedutores
Pra nos convencer
Que podemos tudo
Com lábios desejáveis
Pra serem beijados
Com fala suave
Envolvente
Sensual
E confiável
Mesmo que não sejam
Com corpos
Que se ajustam
Aos nossos
Mulheres
Que nos atraem
Como a cobra
Atrai o pássaro
Mulheres
Sem as quais não vivemos
Mulheres
As amo tanto
E com tal intensidade
Que penso
Estar doente
De tanto amor
Mas se estou
Desse amor
Quero morrer
ABittar
poetadosgrilos




bittarpoeta
Enviado por bittarpoeta em 27/11/2006
Código do texto: T302877

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (bittarpoeta@gmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
bittarpoeta
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
2169 textos (41929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:28)
bittarpoeta