Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AMOR VALE MAIS

Até amanhã estarei com meus amigos, sentado às margens do rio, contando histórias e batendo latas
Até amanhã estarei não pensando em nada, nem na morte, nem na vida, nem na beleza da mulher amada
Estarei como um menino brincando com a fumaça que sobe monstruosa da chaminé da fábrica e gritarei com voz de sonhador
Todos os meus anseios, todo o meu pavor
E quando chegar em casa amanhã de manhã e ver minha mulher a me esperar na janela, direi a ela que o sol está belo e que o muro do castelo, por causa do vendaval, desabou
E ela estenderá suas mãos macias como a pele de uma criança e me levará para dentro de casa e me despirá, eu sujo e suado e inconseqüente, e me jogará na cama
Dormirei bêbado e sonharei coisas imensas, intensas, insanas, coisas de quem não sabe o que é sofrer
E ela, da porta do quarto, ficará me olhando, zelando pelo meu sono e tangendo, com as mesmas mãos de pele de criança, os mosquitos que rondam e querem roubar o meu sangue

E quando ela se cansar, sei que irá se despir e se deitar ao meu lado, e eu, ao ser acordado, abrirei os olhos e verei o sublime corpo da mulher amada
E direi a Deus o quanto Ele foi generoso comigo por não me dar castigo por tanta festa e desassossego
Agradecerei pela maravilha de ter amigos, muitos, de ter uma casa, simples e bela, de ter a mulher mais forte e doce que um homem já teve
E de ter uma paisagem além da janela, paisagem na neblina, na fumaça, paisagem que não passa, resiste

O céu azul, eu sei, permanecerá acima das nuvens e os braços dessa mulher há de me acomodar e proteger de todos os males
E não serei frágil, não serei morto: depois de amanhã seguirei até a fábrica e abraçarei a causa de meus irmãos oprimidos contra a exploração
O patrão gritará sua fúria, mas, rindo, não terei medo e direi que a vida vale mais, o amor vale mais, o perdão vale mais: o que não vale é o roubo
Juntos, eu e os outros operários, tangeremos com as mãos guerreiras o zumbido do mosquito que nos suga a alma e as forças

Em minha carteira, está a foto da mulher mais bela, a que me espera, todos os dias, e me ergue, quando, derrotado, penso em cair e me prostrar
Ela me faz caminhar, ela me faz celebrar, ela me faz cantar: o amor vale mais!
Francisco C
Enviado por Francisco C em 27/11/2006
Código do texto: T303184

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:13)
Francisco C