Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOMBRAS BRUXULEANTES

Se arrastam pelas paredes caiadas.
Parecem dar risadas.
Sim, riem desta tola que aqui tem o coração disparado.
São sombras que me põem medo.
Um absurdo pavor.
Que tempo é este?
Quanto desamor!
Quanto!
Elas se arrastam...
E o eterno vem me dizer.
São só sombras.
Não podem lhe fazer sofrer.





SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 28/11/2006
Reeditado em 01/04/2011
Código do texto: T303734

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4040 textos (78117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:31)
SONIA DELSIN