Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Presságio

O amor é nostálgico e se fortalece em desenterrar os ossos. O amor tende a ser lembrança do amor. Melhor seria se fosse presságio do amor. (Fabrício Carpinejar)

..........................................

Faça seu último presságio, moça!
E cobre-me o ágio dessa passagem
Rumo às nossas rugas intempéries.

Remeta-me em (re)volta aos primeiros sonhos
Quando ainda meus brilhos mundanos
Despertavam-me entre canteiros insanos.

Não chores de ansiedade ao meu relato
Hoje, a nossa pacata vida apenas anseia
Amenizar o tufão da nossa ufana mocidade.

Eu não pagarei ao óbito desse nosso amor
Pois sei que o fim é sempre o início gratuito
Aos que teimam em reiniciar com a dor.

Sim! Entre os ossos dos meus remorsos
Reviverei minhas mágoas sem alvoroço
E brindarei ao fim e ao nosso recomeço.

Kal Angelus
Enviado por Kal Angelus em 01/12/2006
Reeditado em 10/11/2012
Código do texto: T306673
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kal Angelus
Teresina - Piauí - Brasil
341 textos (9443 leituras)
1 e-livros (5 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:25)
Kal Angelus