Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA PARA NÃO ESQUECER


Venho pouco
      meus lábios de vime,
a solidão na face,
o que se possa doer.

Venho longo
      e minha sombra
sobre as folhas gretadas
de azul e mármore.

Venho, assim,
      nesta nau grotesca;
singra a quilha o corpo gris...
venho escanchado  no lombo do poema.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 04/07/2005
Código do texto: T31002
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:32)
Enzo Carlo Barrocco