Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOITE ESCURA

NOITE  ESCURA
 
 
Longe de ti, no meu isolamento.
Chego a pensar que vivo sem ventura.
             Fico ansioso
             Saudoso.
Quero ver-te, falar-te. Num momento.
             Perco a calma.
             Então minh'alma.
E' triste. Como  triste a noite escura.
 
 
 
Lembro de ti. Benaventurança.
Esperança.Nosso amor raro.
               Sonho o futuro.
  Saudade do porvir se lança.
Um afeto. Luz, aconchego.Bonança.
                 Volta-me a calma.
                  Então minh'alma.
E' alegre. Como alegre o dia claro.
 
 
 
 
DON ANTÔNIO MARAGNO LACERDA
Prêmio UNESCO/poemas
www.jornaldosmunicipios.go.to
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Enviado por DON ANTONIO MARAGNO LACERDA em 07/07/2005
Código do texto: T31834
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Campinas - São Paulo - Brasil, 79 anos
55 textos (2587 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:38)
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA