Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desregrada 

 

Rosa Pena


As leis ditam as regras.
O que é ou não permitido.
Te amar não sei
se me foi concedido,
mas fico com Caetano:
- É proibido proibir.
Pode vir que estou aqui...
Sem engano!
O vento
levou meus documentos.
O sol
deixou um belo sorriso
em minha cara.
Virei odara. 


*

É proibido proibir
Caetano Veloso


A mãe da virgem diz que não
E o anúncio da televisão
E estava escrito no portão
E o maestro ergueu o dedo
E além da porta há o porteiro, sim
Eu digo não
Eu digo não ao não
Eu digo
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir

Me dê um beijo, meu amor
Eles estão nos esperando
Os automóveis ardem em chamas
Derrubar as prateleiras
As estantes, as estátuas
As vidraças, louças, livros, sim
Eu digo sim
Eu digo não ao não
Eu digo
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir







Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 29/11/2004
Reeditado em 22/10/2008
Código do texto: T319
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
954 textos (1390410 leituras)
48 áudios (24755 audições)
33 e-livros (28819 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 04:01)
Rosa Pena

Site do Escritor