Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cretina Rotina Latina


Nasce a manhã, abro os olhos
e com eles, sem levantar-me,
visito os cantos do quarto.
Os pensamentos se espreguiçam
sem o peso da responsabilidade
sobre os ombros que ainda dormem.

Sinto uma vontade imensa
de voltar meia hora no tempo,
até quando eu ainda dormia
e minh'alma vagava livre,
sem memória, sem lembranças.

A mente se engata nos sentidos
e minha seletividade auditiva
extrai do uníssono,
o barulho das correntes humanas
que se arrastam como o próprio dia,
até que um durma e o outro chegue.

Ações programadas à força
pela mesmice do cotidiano
fazem com que eu ganhe a rua
sem saber como cheguei nela,
sem nem mesmo lembrar
da marca da pasta de dentes.

E do "estacionar" ao "entrar",
dos "bons dias" aos "tudo bem",
dos cafés aos comentários,
das cobranças às desculpas,
da reunião das 9 às 9 reuniões,
do "fast food" ao bicarbonato,
do segundo tempo aos acréscimos...

... cai a noite.

mas justo em cima de mim?



RSanchez - (31/7/2004 19:14:14)
PuraReflexao
Enviado por PuraReflexao em 29/11/2004
Código do texto: T323
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
PuraReflexao
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil, 62 anos
101 textos (15456 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 20:46)
PuraReflexao