Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sem virgula ou verbos

                                                         

Hoje escrevo estes versos
E vou escrever do meu jeito
Pois, quero me dar o direito.
De escrever com liberdade
O que guardo no coração.

Sem virgulas, ou verbos.
Nem pontos de interrogação
Somente a pura inspiração
E a simplicidade do verso
Escritos com pura emoção

Eu peço, que a nova geração.
Jamais corrijam meus defeitos
E deixem do mesmo jeito
Tudo aquilo que eu escrever
Estejam errados ou não.

Sei que não sou poeta
Tão pouco sou escritor
Sou apenas um sonhador
Que ainda sonha acordado
Encontrar um grande amor.


           Volnei R.Braga
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 09/07/2005
Código do texto: T32511
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:15)
Volnei Rijo Braga