Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SE UMA PEDRA CRESCEU

Ah! quem sou eu para escrever um verso assim
como um Pessoa, mesmo que não seja o próprio Pessoa,
como também não sou eu o ópio de mim.

Quem seria eu para ser o autor de cantos
já cantados por quem já cantou seus cantos;
se cantos, recantos na alma os tenho,
como se fossem meus, e não vivo em lugar nenhum.

Quem sou eu para ser o reverso de mim,
se nos versos me estranho e quando chego ao fim
não sou o mesmo que começou a escrever ali no alto.

Quem sou eu para ser o coerente senhor que se repete
se a cada manhã olho o mundo de forma diferente,
e vezes me assusto, e outras vezes nem tanto.

Quem sou eu para ser parecido comigo
se a cada dia eu sou um ser diferente.
Parecido é quem se parece com quem não muda nunca.

Quem sou eu, inteiro ser, se às vezes me sinto
a metade de mim que eu não conhecia
ou que eu não sabia existir em minha mente.

Quem sou eu para ter permanência e limite
se a última fronteira está ali atrás,
só porque eu andava só,
e não vi nada riscado no chão que me dissesse: é aqui!...

Quem sou eu para escrever aqui esses versos
que contém uma poesia, mas não a minha poesia só,
se a poesia desses versos não fui eu só que a escrevi.

Eu nem escrevi nada ainda, porque eu nunca escrevo.

Eu sou só uma voz muda, uma pedra que cresce,
e às vezes sai por aí dizendo para outras pessoas
que as pedras crescem, rindo e chorando,
quando encontro quem fala que viu
- que uma pedra cresceu...
Marco Bastos
Enviado por Marco Bastos em 10/07/2005
Reeditado em 23/08/2012
Código do texto: T32668
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para "http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1583 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Bastos
Salvador - Bahia - Brasil, 72 anos
1717 textos (87445 leituras)
2 áudios (495 audições)
1 e-livros (791 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:30)
Marco Bastos