Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Lamento do Poeta



Se canto o lamento isolado e frio
Dos poetas malditos da infâmia,
Dizeis que sou acre, dizeis que sou lâmia,
Ou ouropel sem qualquer atavio.

Se repouso no seio dos abnegados,
Na enxerga caveirosa dos sem lei...
Que direi, ai Senhores, que direi
Aos meus versos por vós decapitados?

Recolho-me nas quimeras pungidas,
Nos lábios flagelados p'las frieiras,
E do peito, as tormentosas pieiras
Recolho-as, ai Senhores, falecidas.

Adeus, adeus... levai o canto penoso,
Mas levai, também, o fétido osso...
Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 11/07/2005
Código do texto: T32893

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 51 anos
87 textos (6701 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:27)
Cristina Pires